7 filmaços brasileiros

Sabe uma combinação que não tem erro? ''Sofazão", uma penumbra pra dar aquele clima, pipoca e um bom filme na telona de casa. Pense num programão pra desopilar a veia da testa! Para aproveitar que hoje (19) é o dia do cinema brasileiro, eu separei 7 filmaços. Confere essa seleção da sétima arte genuinamente verde e amarela.

Dois Filhos de Francisco

Lançado em 2005, o filme conta a história de Francisco, lavrador do interior de Goiás, que tem um sonho: transformar dois de seus nove filhos numa famosa dupla sertaneja. O resultado dessa história todo mundo conhece: Zezé di Camargo e Luciano, artistas que já venderam mais de 22 milhões de discos até hoje.

O Auto da compadecida

O filme se passa no vilarejo de Taperoá, sertão paraibano, João Grilo e Chicó, dois nordestinos sem eira e nem beira aprontam muitas confusões e divertem o público. A comédia é dos anos 2000.

Cidade de Deus

O principal personagem do filme não é uma pessoa, o protagonista é a favela que surgiu nos anos de 1960 e se tornou um dos lugares mais perigosos do Rio de Janeiro no começo dos anos de 1980. O filme narra a vida de diversos personagens sob o olhar de Buscapé, que cresceu ali na Cidade de Deus. O drama brasileiro é de 2002.

Tropa de Elite

Uma das maiores bilheterias nacionais, o filme policial conta a rotina do grupo de policiais e de um capitão do BOPE, que quer deixar a corporação e tentar encontrar um substituto para seu posto. Paralelamente dois amigos de infância se tornam policiais e se destacam pela honestidade e honra ao realizar suas funções, se indignando com a corrupção existente no batalhão. Se não gostou, pede pra sair! Lembra disso?

Minha mãe é uma peça

Marcelinaaaa... Quem não lembra desse grito de Dona Hermínia? Uma mãe carioca que cuida de dois filhos adolescentes. Inspirada na história real do comediante Paulo Gustavo e sua mãe, o filme ganhou continuação nas telonas e se prepara para lançar o terceiro filme da saga no final de 2019.

De pernas pro ar

Comédia brasileira que trata dos diversos papeis de várias mulheres brasileiras com muito humor: mãe, esposa e dona do seu próprio negócio. Ingrid Guimarães vive Alice nos filmes que bateram recordes de bilheteria pelo país.

Menino Maluquinho

Maluquinho, um garoto encrenqueiro com um coração de ouro, visita seu avô em uma cidade do interior, onde embarca em incríveis aventuras e travessuras. O filme é de 1995, mas está disponível no catálogo da Netflix.


Agora é só passar no Armazém Paraíba, garantir aquela "TVzona", encher a sala e curtir o filme!

Tags:


veja também


Total de comentários ()

Voltar para lista de notícias