Cheguei Solânea!

Do brejo paraibano, sigo direto para o agreste, e aqui chego em Solânea, terra de solo fértil em meio ao rio Curimataú e seus riachos. Com quase 27.000 habitantes e conhecida como Memorial de Fé, Arte e Cultura, essa charmosa cidade está contida na Rota Cultural Caminhos Frio que acontece, anualmente, com atividades de artes cênicas, dança contemporânea, mostra de cinema, literatura, show musical e visitação ao Memorial Santuário do Padre Ibiapina, onde são celebrados atos religiosos.

Visitei a Igreja Matriz Santo Antônio, tombada pelo Instituto do Patrimônio Histórico da Paraíba e como prometido, o Memorial Santuário do Padre Ibiapina, que preserva a história que marcou sua época. O Santuário de Santa fé atrai milhares de romeiros e pessoas todos os meses, em busca de curas, de agradecimentos ou apenas conhecer a história do Padre, que ajudou a muitos através da casa de caridade.

Esse padre Ibiapina era arretado mesmo né?! Mas, não só de religião vive Solânea, que possui em seu atrativo cultural, um artesanato em evidência e em expansivo crescimento. No ano de 2016, o município ganha um novo projeto de micro empreendedorismo, o “Praça Viva”, trata-se de uma inovação por um grupo de pequenos comerciantes das áreas de gastronomia e artesanato, que se uniram com a criação de uma associação, e uma vez por mês ocupam a praça 26 de Novembro.

Mas ainda não acabou não, minha gente, porque em Solânea também tem festa e eu já tô sabendo que é o maior São João dessa região com muitos artistas locais e nacionais. É coisa que tem pra se fazer nessa cidade viu? Tá esperando o que pra visitar Solânea? #aquiémeulugar


veja também


Total de comentários ()

Voltar para lista de notícias